fbpx

Como ser empreendedor para quem não faz a mínima ideia

Ter um negócio próprio, é algo que já passou pela cabeça de praticamente qualquer pessoa. Se gosta da ideia de criar o seu próprio emprego, e quem sabe criar emprego para outras pessoas, mas não faz a mínima ideia por onde começar, então comece por ler este artigo.

Existem boas notícias para quem quer empreender.

Como por exemplo, não necessita de ter nenhum curso universitário, não existe uma idade mínima nem uma idade máxima para o fazer, não há rigorosamente nenhum limite até onde pode chegar, ao contrário dos empregos por conta de outrem.

Também nunca vai depender da decisão de ninguém para ter um aumento salarial, uma vez que este acontece à medida que aprende e se torna num melhor empreendedor.

Como deve calcular, nem tudo são rosas. Tornar-se num empreendedor será possivelmente a coisa mais difícil que alguma vez fará. No entanto, se não desistir e permanecer no caminho não importa os obstáculos, será também a mais gratificante.

Empreender sim! Mas no quê?

Se não sabe qual área pela qual deve enveredar na sua jornada empreendedora, comece por observar a sua vida, o seu grupo de amigos e a sua família e responda as estas três perguntas:

  • Que necessidades têm todas estas pessoas que não estão a ser satisfeitas?
  • O que é que os deixa frustrados?
  • Que produto e/ou serviço posso criar para acrescentar valor às suas vidas?

Se conseguir responder corretamente a estas perguntas, vai ter em sua posse a informação que precisa para se tornar num empreendedor de sucesso. Mas atenção! Conhecimento sem ação é a mesma coisa do que nada!

O próximo passo é escolher uma área. Preferencialmente escolha uma de que goste, quer tenha conhecimentos sobre a mesma quer não tenha. De seguida, aprenda o máximo que puder acerca dessa área.

Como já foi referido, não necessita de ter um curso superior para ser empreendedor. A internet e os livros têm muitas vezes tudo aquilo que precisa para aprender acerca de uma área. No entanto, volto a repetir, aprendizagem sem ação não lhe vai servir de nada.

Se necessário, numa fase inicial pode dedicar-se exclusivamente ao estudo, mas não pode permanecer aí para sempre, pois se o fizer será um estudioso e não um empreendedor.

Como começar.

A maioria dos empreendedores começaram a trabalhar por conta de outras pessoas, juntaram algum dinheiro e depois começaram um negócio próprio. Muitos começaram negócios sem ter dinheiro nenhum.

Pode parecer impossível começar um negócio sem recursos financeiros. Todavia, se deseja seguir por este caminho, esqueça toda e qualquer desculpa acerca de porque é que alguma coisa não pode ser feita, principalmente a desculpa da falta de dinheiro.

A sua desenvoltura é o seu recurso mais importante no início. Imagine que quer tornar-se cabeleireiro, mas que não tem financiamento para abrir o seu salão.

Se quiser verdadeiramente tornar-se cabeleireiro, vai abordar pessoas na rua e oferecer-lhes o corte de cabelo num banco de jardim só para estas o divulgarem! 

Um empreendedor é alguém que resolve problemas, alguém que tem de ser criativo. Por várias vezes em que me surgiram desafios por resolver nos meus negócios, dei por mim a procurar informação acerca do que devia fazer.

Consultei vários peritos, tive reuniões com consultores de determinadas áreas e no final, a solução que procurava acabou por vir de mim mesmo.

Cometemos o erro de procurar sistemas já preconcebidos e com passos detalhados para resolver algum problema, quando a verdade é que a resolução desse mesmo problema tem de vir da nossa criatividade e da nossa capacidade empreendedora.

Quando surgir algum problema no seu negócio não entre em pânico e não vá a correr pedir opiniões, lembre-se:

Você é um empreendedor e resolve problemas.

A ideia.

Se quer ter sucesso como empreendedor é desaconselhável seguir o que é convencional, ou seja, deve ser você a criar as regras. Para que a sua ideia possa vingar, observe o que todas as outras pessoas estão a fazer e faça algo diferente.

Quando tiver uma ideia para um produto ou serviço, pergunte-se porque é alguém pagaria por estes. Pode até efetuar um teste do produto com um baixo investimento, oferecendo-o a várias pessoas de maneira a ter algum feedback antes de se lançar mais a sério.

Muitos empreendedores começam um negócio com uma ideia e à medida que aprendem e desenvolvem essa mesma ideia, acabam por criar um produto completamente diferente daquele que tinham em mente inicialmente.

O que esta situação nos diz é que o mais importante, é começar.

No início, quando começar a pôr em prática a sua ideia, esteja preparado para ser desacreditado. Os maiores visionários da história foram ridicularizados quando estavam a dar os primeiros passos, ninguém achava que as suas ideias pudessem ter sucesso. 

Ainda assim, estes não se deixaram influenciar por opiniões negativas e acabaram por alterar toda a história da raça humana com os seus empreendimentos inovadores.

O plano de negócios.

O objetivo de um plano de negócios é de o ajudar a organizar e a clarificar todos os procedimentos relativos ao seu negócio, nele devem constar informações acerca de várias questões importantes tais como:

– Quais os produtos ou serviços que vai vender.

– Quais os recursos necessários na conceção dos produtos.

– Custos de mão de obra.

– De que forma os produtos serão divulgados.

– Quais os canais de venda que serão utilizados.

Estas são apenas algumas perguntas exemplificativas no meio de centenas que deverão de ser respondidas.

Recomendo dar uma vista de olhos no guia explicativo “Como elaborar um plano de negócios” criado por várias entidades credíveis de apoio ao empreendedorismo e que pode ser acedido aqui. 

Um dos planos de negócios que mais prazer me deu criar e mais clareza trouxe aos meus empreendimentos, foi aquele que é disponibilizado na plataforma Dream Shaper pela organização sem fins lucrativos Acredita Portugal, quando fazem concursos de empreendedorismo.

A plataforma funciona de maneira muito intuitiva, apenas precisa de responder às perguntas que lhe são feitas e no final, fica com um pdf bem elaborado com o seu plano de negócios.

Aceda aqui: http://www.acreditaportugal.pt

O funil de vendas.

Um funil de vendas representa as várias fases do processo, deste o momento em que alguém tem conhecimento que o seu produto/serviço existe, até ao momento em que essa pessoa se torna sua cliente, comprando alguma coisa.

Os funis de vendas são usados principalmente no empreendedorismo digital, mas podem ser aplicados a qualquer negócio. Um exemplo dessas várias fases pode ser o seguinte:

1º – Perceção.

O potencial cliente descobre que o seu produto existe.

2º – Interesse.

O potencial cliente procura informação acerca dos seus produtos e visita o seu site, a sua loja ou a sua página do Facebook uma vez por semana durante um mês.

3º – Confiança.

O potencial cliente experimenta uma amostra gratuita do seu produto.

4º – Compra.

O potencial cliente compra um dos seus produtos tornando-se assim, um cliente.

Este processo pode ocorrer durante uma semana, seis meses, dois anos etc. O seu negócio terá o seu próprio funil de vendas, pode pesquisar sobre funis já existentes, mas tenha preferência em ser criativo.

Experimente vários processos, retire as fases que não funcionam, adapte tudo à media que vai evoluindo.

Informações úteis.

De seguida, dou-lhe a conhecer algumas organizações a que terá de recorrer para cumprir as questões legais, e ainda como obter apoio nos primeiros anos da sua empresa.

Incubadoras de empresas.

Uma incubadora de empresas é uma organização, empresa ou projeto que tem como objetivo auxiliar pequenas e microempresas nos seus primeiros anos de vida.

Normalmente as incubadoras de empresas estão vinculadas a universidades, no entanto também existem privadas e governamentais.

Uma incubadora de empresas pode auxiliá-lo em vários aspetos tais como:

Contabilidade, aconselhamento, apoio jurídico, marketing e assessoria empresarial.

Para ter a ajuda de uma incubadora deverá de pagar uma taxa (normalmente acessível não se preocupe) e ser-lhe-á pedido o seu plano de negócios, o que já foi abordado neste artigo.

Em caso de interesse basta fazer uma pesquisa na internet com as palavras “incubadoras de empresas” e encontrará várias. Escolha a que mais gostar.

INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

O Inpi é o organismo encarregue da proteção e registo da propriedade industrial, de acordo com legislação nacional e internacional relevante. Existe com esse nome em Portugal e no Brasil e é a quem deve recorrer quando quiser registar uma marca, uma patente, um design etc…

Registar o nome da sua marca é uma das primeiras coisas que deve fazer pelos seguintes motivos:

1º – Para ter a certeza de que não existe nenhuma marca com um nome igual ou parecido, evitando desta forma um processo litigioso.

2º – Imagine que investe dinheiro e tempo em marketing e branding com o nome da sua marca, durante meses ou até mesmo anos, descobrindo posteriormente que já existe uma marca registada com esse nome. Se tal acontecesse, não só teria de deixar de usar aquele nome, como ainda por cima teria estado a investir tempo e dinheiro a divulgar uma marca que pertence a outra pessoa.

Inpi (Portugal): http://www.marcasepatentes.pt

Inpi (Brasil): http://www.inpi.gov.br

Abrir e registar empresa.

Em Portugal, para abrir e registar uma empresa pode dirigir-se a um balcão “Empresa na hora” e realizar todo o processo em menos de uma hora. Existem balcões espalhados um pouco por todo o país.

Site empresa na hora: http://www.empresanahora.mj.pt/ENH/sections/PT_inicio.html

No Brasil, para exercer a atividade empresarial é necessário efetuar o registo na prefeitura ou na administração regional da cidade onde vai funcionar, no estado, na Receita Federal e na Previdência Social. 

Poderá ainda ter de efetuar o registo na Entidade de Classe, na Secretaria de Meio-Ambiente e outros órgãos de fiscalização, dependo da sua atividade.

Recursos.

Canais do Youtube:

Valuetainment: https://www.youtube.com/user/patrickbetdavid

Evan Carmichael: https://www.youtube.com/channel/UCKmkpoEqg1sOMGEiIysP8Tw

Success Insider: https://www.youtube.com/channel/UC4eCxznCo9Ze_5X-cMl3O8w

Project Life Mastery: https://www.youtube.com/channel/UCKkg7omDlPvUPxLY-dho8Pg

GaryVee: https://www.youtube.com/channel/UCctXZhXmG-kf3tlIXgVZUlw

Sites:

https://www.desbloqueie-se.com

https://www.entrepreneur.com

www.empreendedor.com

Nunca se esqueça de que tornar-se num empreendedor bem-sucedido leva tempo e de que todos os que realizaram esse feito, tiveram a determinação para ultrapassar barreiras que fizeram com que grande parte das pessoas desistisse.

A qualidade número um de um empreendedor é a persistência.

Pergunta: Já empreendeu?

Deixe um comentário